Titulo
Por: Adriano Rocha
Fotos: Murilo Mattos

Track Day: uma aventura diferente para o Jimny

No dia 6 de julho aconteceu a segunda etapa do Suzuki Track Day. Fui lá conferir e levar o Jimny para uma experiência nova.

Track Day

Definitivamente, asfalto não é o habitat do Jimny. O pequeno e valente jipinho japonês (naturalizado brasileiro desde 2013) é feito para enfrentar terra, lama, pedra e areia. Asfalto não é sua praia. Mesmo assim, resolvi colocar o Jimny da Planeta Off-Road numa ‘aventura’ diferente e, diria até ousada, para um jipe alto e com pneus MTR. Andar no autódromo Velo Cittá no evento Track Day, organizado pela Suzuki. E não é que nos divertimos bastante!
O Track Day da Suzuki é uma prova de regularidade. Assim como em um rally, você recebe uma planilha e deve andar o mais próximo da velocidade indicada. A diferença é que, além de ser em um autódromo, você pode escolher o ritmo que vai andar sem ser preciso mudar de categoria para isso. Em outras palavras, cada competidor anda no tempo que ele achar mais ‘confortável’, mas todos correm na mesma categoria.

O sistema funciona assim: você entra na pista e tem 20 minutos para andar e ver o seu ritmo. No fim do treino, você escolhe um dos três tempos de volta definidos pela organização. No caso do Jimny, são apenas duas opções de tempo. Como preferi andar sozinho (sem navegador), vi logo que não conseguiria controlar tempo. Chutei o balde e escolhi o menor tempo. Estava ali para me divertir em um autódromo e assim seria melhor. Observando o tempo que fiz no treino, cheguei à conclusão de que o esquema para mim seria acelerar mesmo. Bom lembrar que eu estava em um Jimny. Num 4Sport (mais alto). Com pneus MTR!

Andei forte nas duas baterias de 20 minutos. É claro que, em matéria de tempo de pista, eu estava quase parado. Mas manter tempo num Jimny com pneu lameiro num circuito como o Velo Cittá não é tarefa tão simples. Fiquei me questionando se eu estava exagerando na tocada ou se eu era o único que tinha escolhido andar naquele tempo. Tive que ultrapassar vários carros e, se não me engano, só fui ultrapassado por um SX4.

No fim do dia o resultado me surpreendeu. Já estava satisfeito com a oportunidade de andar em um autódromo (sem ninguém ao lado ou pelo rádio mandando frear). Fechei o dia com a sétima colocação sendo que, na primeira bateria, consegui emplacar um quarto lugar.

Track Day

.

COMENTÁRIOS Comente